quarta-feira, outubro 08, 2008

Ferit Kuyas


Barcos restaurante


Changjiang river, reparem no contraste entre a dimensão do pescador em 1º plano e o Skyline de Chongqing



Apesar de o nome dizer muito pouco ao mais comum dos ocidentais, Chongqing é uma cidade chinesa que entra no rol das maiores do mundo.

Facilmente me perco em fotografias que retratam este género de cidades, não é de todo pela quantidade e qualidade dos motivos de interesse cultural, talvez seja mesmo pelo oposto, pela sua ausência, pela ausência de alma. Tudo tão grande, tão cheio de gente e paradoxalmente aparentemente tão vazio.

É um fascínio estranho que me suscitam as dimensões que os espaços alcançam, completamente fora da escala humana e é como quando olho para uma imagem de um onda de Teahupo e não a consigo conceber de uma forma real.

Estas fotos são de Ferit Kuyas, vale a pena a visita ao seu site.

2 comentários:

~luna~ disse...

fotografias q quase dão para 'viver' dentro delas.. gosto mto da maneira cm o pedro escreve, penas esta ausencia tao grande :) felizmente voltou!

Pedro Ferro disse...

Obrigado Luna pelo comentário tão simpático. Apesar da ausência prolongada aqui no AlmaSalgada dei continuidade à minha escrita no Vagueares... convido-te a tia a todos a lá dar uma saltada.

Beijinho!